quarta-feira, 15 de março de 2017

AMORES PELA METADE


 Se você for como eu, desistirá de amar alguém, ainda mais se esse amor for daqueles tipos de amores platônicos. A gente tem vontade de estar perto  e não pode, querer  compartilhar  momentos e não poder isso é meio frustrante e triste.
Aprendi que o amor é como um prédio, você primeiro cava a estrutura e põe a coluna, depois começa a por os tijolos aos poucos, e quando você se dá conta vê que já tem um lugar bem lindo para se morar.  Mas as pessoas não pensam assim, Vivemos de um mundo onde a superioridade é extremamente importante, e as pessoas acham que para você ser alguém precisa pisar nas pessoas e ainda mais quando percebem que tem alguém interessado por ela, então porque não ser superior no amor? Porque não sustentar um desafio de construir um prédio com alguém, não se constrói um prédio  e não sozinha(o),  Eu pelo menos tinha a mania de querer amar sozinha e  achar que um simples  oi ou um sorriso da pessoa para mim era suficiente mas não é bem assim isso faz mal, nos deixa triste e decepcionados, porque depois a pessoa começa a construir uma vida com alguém e você fica mal. Construir um prédio em uma semana não é possível ainda mais sem engenheiro, sem projeto, sem nada, ou seja  não é possível construir um amor sem que  seja  reciproco.
É estranho porque as pessoas veem o amor como algo simples e ele não é tão simples assim.
As pessoas dizem que querem quebrar tabu, então vamos amar pessoas do mesmo sexo, vamos ser feministas, VAMOS SER DIFERENTES só que ser diferente no mundo de hoje é normal, não estou dizendo que eu nunca me apaixonei por alguém e em menos de uma semana eu já dizia que amava, mas percebi que querer algo que não existe é inútil, é lutar contra a maré e nadar para dentro do mar e quando estiver cansado vou boiar e afundar.

Para encontrar o amor é preciso achar o operário certo, criar um prédio, construí-lo e quem sabe um dia ele não vire aqueles que se mantém em pé como aqueles centenários que vemos por ai, o meu e o seu dia vai chegar basta a gente ter paciência de esperar. 

- Débora Ferreira  

Nenhum comentário:

Postar um comentário